Brainspotting

Brainspotting Selma Amaro

O Brainspotting é um revolucionário método de psicoterapia baseada no cérebro para mudança rápida e efetiva de traumas, crenças limitantes, transtornos de ansiedade, transtornos de estresse pós traumático, depressão e outros sintomas. Com base na Neurociência, o método foi descoberto por David Grand, Ph.D. em Desenvolvimento Humano em 2003.

Brain=cérebro          Spot=ponto, local, área          Spot (verbo)=explorer, rastrear, descobrir

 

“Onde você olha afeta como você se sente”

Segundo Grand (2003), nossos olhos e cérebro estão entrelaçados e a visão é a forma primária que nós, como humanos, nos orientamos no nosso ambiente. Os sinais enviados por nossos olhos são profundamente processados no cérebro. A todo momento o cérebro dirige, processa e organiza momento a momento tudo que olhamos e experimentamos.

O trauma é algo que acontece no cérebro e no corpo. Ele provoca mudanças físicas no cérebro, no pensamento, nas sensações físicas corporais e no comportamento. A situação traumática pode levar ao congelamento, a paralisia (medo) e fazer com que a pessoa entre num colapso nervoso avassalador. A paralisia crônica produz sintomas emocionais como; depressão, ansiedade, medo, desamparo.

O trauma pode sobrecarregar a capacidade de processamento do cérebro, deixando para trás partes do trauma bloqueado, não processado a fim de manter a sobrevivência da pessoa.

O Brainspotting utiliza o campo da visão para encontrar onde estamos segurando esses traumas em nosso cérebro.

Assim como os olhos escaneiam o ambiente externo para obter informações, também podem ser usados para escanear nossos ambientes internos e encontrar a informação interna perdida e/ou trauma. Mantendo o olhar focado num ponto externo específico, mantemos o foco da mente no ponto interno específico, onde o trauma está alojado, promovendo o processamento profundo que conduz à liberação e à resolução do conflito.


• Atendimento presencial ou online, via Skype  •  Trabalhamos com convênio CESP